Google + atinge 400 milhões de usuários ativos

Via Info

A plataforma social do Google para concorrer com o Facebook, a Google+, atingiu a marca de 400 milhões de usuários cadastrados, anunciou hoje o vice-presidente de negócios sociais da empresa, Vic Gundotra.

Segundo post publicado na própria plataforma, do total de usuários, 25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis.

Em janeiro deste ano, o analista independente Paul Allen já havia afirmado que a rede social atingia essa marca ainda em 2012.

Essa foi a primeira vez que o Google se pronunciou sobre o número de usuários ativos do serviço. O número ajuda a rebater o argumento que a rede social é uma cidade fantasma.

Virada Digital acontece em maio

Virada Digital: o evento acontece nos dias 11,12 e 13 de maio em quatro cidades brasileiras

Via Olhar Digital

Depois das Viradas Cultural e Esportiva, agora é a vez dos geeks passarem noites em claro, realizando atividades variadas. A primeira edição da Virada Digital acontecerá nos dias 11, 12 e 13 de maio e trará diversas atrações ligadas a tecnologia, inovação e empreendedorismo para quatro cidades brasileiras. Paraty, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília foram os locais escolhidos para esta edição.

O evento trará experimentações interativas, biomodelagem, demonstrações de tecnologias de inclusão digital e especial voltados à terceira idade, estudantes, professores da rede pública de ensino e à comunidade em geral. Isso tudo acontecerá nos “hubs” – terminais interativos que ficarão localizados nas cidades-sede da Virada Digital.

O simulador 3D interativo que é usado pela Agência Espacial Americana, a NASA, é uma das grandes atrações. A Virada Digital também terá demonstrações de protótipos e modelos de games, inovações em setores de mapeamento, transações financeiras em dispositivos móveis e até criação de músicas com softwares digitais. No total, são mais de 70 atividades entre palestras, conferências, painéis, seminários, oficinas e demonstrações, espalhadas pelas 72 horas de evento.

A organização espera atrair desde CEOs, empresários e pesquisadores, até profissionais liberais, artistas e gestores públicos. Serão 16 áreas de conhecimento, como Educação, Aplicativos, Ciências, Cultura, Comércio, Mídias Digitais, Saúde, entre outros. Porém, a programação oficial ainda está sendo fechada pelos curadores.

A sustentabilidade também parece ter destaque na Virada Digital. Há planos para a realização de eventos de compensação de emissões de carbono, desenvolvimento de processos de redução de impactos ambientais, coleta seletiva e baixo consumo de água e energia.

Para mais informações, acesse o site oficial da Virada Digital.

Webwriting

Resumidamente, webwriting são as técnicas utilizadas para a escrita na internet, sendo diretamente relacionadas com a publicação de conteúdos jornalísticos no ciberespaço. Elas levam em consideração, acima de tudo, as características do ambiente virtual.

Ao escrever uma determinada reportagem na internet, por exemplo, um jornalista não deve se preocupar em apenas escrever o texto, mas também pensar em outras formas de deixar a publicação mais dinâmica e, principalmente, de fácil compreensão para o internauta, uma vez que, por causa da velocidade com que as coisas se processam no ciberespaço, a absorção rápida do conteúdo é de fundamental importância.

Nessa perspectiva, várias são as técnicas de webwriting utilizadas para um texto jornalístico na web. Eis aqui algumas:

1 – Textos curtos são fundamentais – Textos muito longos são característicos de jornais ou revistas. Na internet, deve-se dar preferência a publicações curtas, com sentenças claras, objetivas e de fácil absorção. É importante levar-se em consideração o fato de que ler em uma tela de computador é extremamente cansativo (sem contar também que a exposição prolongada diante a tela de um PC é prejudicial para a saúde dos olhos). Por isso, quanto mais clareza o texto tiver, melhor.

2 – Hibertextualidade – A hipertextualidade é a principal características das publicações jornalísticas online. O hipertexto é o que possibilita que uma reportagem se conecte a outra através dos diversos links. Nos grandes portais de notícia, por exemplo, o uso dos links dentro do corpo das matérias é freqüente e contribui diretamente para dar um caráter mais dinâmico às matérias.

3 – Integração com outras mídias – Diferentemente de outras plataformas, a internet de tem a possibilidade de reunir em um único local recursos que ajudam a passar para o internauta a informação mais completa e com uma riqueza maior de detalhes. Por isso, um webjornalista não deve se preocupar apenas com o texto, mas também com imagens, gráficos ou infográficos que ele pode incluir em sua reportagem. Se possível, a utilização de outros recursos como vídeos e áudios, por exemplo, também colaboram para dar mais dinamicidade ao texto.

4 – Saiba como distribuir as informações – O mais importante é saber como utilizar todos os recursos que o ambiente virtual disponibiliza para a construção de uma boa reportagem. Apesar de a construção de uma página na web ser de responsabilidade de um webdesigner, é fundamental que o jornalista tenha noções de como dispor da melhor maneira o conteúdo informacional para deixar a página de um site mais atrativa para o leitor.

Nesta apresentação de slides aqui, você pode ter mais informações sobre técnicas de webwriting.

Mídias Sociais em 2011

Um infográfico que traz um “resumão” das mídias sociais em 2011, com direito a números, análises e tudo mais.

Livro: Ferramentas para Análise de Qualidade no Ciberjornalismo

Está disponível para download o livro “Ferramentas para Análise de Qualidade no Ciberjornalismo Volume 1: Modelos”, organizado por Marcos Palacios, professor do curso de Comunicação Social (UFBA) e coordenador doGJOL. O livro foi publicado pelo LABCOM Livros da Universidade da Beira Interior (UBI), em Portugal.

O livro é fruto da colaboração estabelecida entre sete universidades brasileiras e sete universidades espanholas (Convênio CAPES/DGU) que resultou em um estudo sobre competências formativas no âmbito do jornalismo e da comunicação.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.